Facebook
Facebook
Google+
http://paixaosemfronteiras.com.br/viver-de-dieta-nao-e-normal-quantas-horas-do-seu-dia-voce-pensa-fala-e-vive-comida
YouTube
Instagram

Novidades

18 novembro 2018
comida pizza dieta


Viver de dieta não é normal: quantas horas do seu dia você pensa, fala e vive comida?

Nutricionista dá dicas para quem quer encontrar o bem-estar físico, emocional e social

Quanto uma dieta, um objetivo de peso corporal já interferiu negativamente na sua vida? Quantas horas do seu dia você pensa, fala e vive comida? Se esse comer ou viver pensando no seu peso tornou uma proporção grande na sua vida, possivelmente você sofre do comer transtornado.

O comer transtornado seria o meio do caminho entre o comer normal e um transtorno alimentar. E esse caminho é muito mais do que os extremos.
O comer normal, hoje tão distorcido, seria o comer que te propicia saúde. E a definição de saúde pela Organização Mundial da Saúde (OMS) seria o completo bem-estar físico, emocional e social.

Comer transtornado

O comer normal seria flexível, variável de acordo com a sua agenda, com a sua fome, com as estações do ano, com o seu bem estar emocional e social. Seria não girar sua vida em torno da comida. Se o comer se tomou uma proporção maior, e isso impacta na sua saúde, por falta ou excesso, com prejuízos, se você pensa muito em comida, se você sofre muito com isso, se isso te impede de ter uma vida social, você pode estar com um problema.

Se não é tão grave ele pode ser um comer transtornado, se ele é muito grave já pode ser um transtorno. Comer transtornado vai desde uma dieta, a pular refeições, cortar grupos alimentares, induzir o vomito, tomar medicamento ou suplemento alimentar com foco na perda de peso ou performance sem orientação médica ou nutricional.

Viver de dieta não é normal

Não é normal viver de dieta. Esta é uma frase que assusta, mas dieta não é bom, não faz bem. Mas como eu vou fazer? Quem sou eu sem ser regida por alguém ou uma dieta que me fale o que comer, quanto, onde? Como eu não terei um papel para seguir? Como não terei quantas calorias comerei ao dia? Esse movimento dá um certo pânico.

Quem come normal, se identificará com isso. Não precisamos disso. Uma pessoa que vai conseguir fazer suas escolhas alimentares de acordo com o dia. E, cada dia é um dia. Ouvir o seu corpo. Se está quente, se está frio, se eu estou alegre ou se eu estou triste.
Essa é a flexibilidade. Tem dia que estamos com mais fome ou menos fome. Porque eu tenho que comer todos os dias as mesmas quantidades? Isso não é normal.

Conhecimento interno

Salvo algumas exceções como os atletas que tem que ter tudo bem calculado, ou alergias, intolerâncias que devem ter restrições. Se eu sou uma pessoa normal, praticante de atividade física, tem dias que eu faço atividade e fico com mais fome, tem dias que eu não estou com fome.

É você conseguir prestar atenção e atender esse conhecimento interno. Escutar mais o corpo, confiar mais nele. Esse comer transtornado, infelizmente é induzido pela mídia e por profissionais da saúde também. Não quer dizer que todos que fazem uma dieta tem esse transtorno, mas se isso começar a te causar um sofrimento, evitar de sair, ficar super tenso, preocupado, ficar pensando muito mais na comida, são sinais de prejuízos.

Abra sua mente para uma alimentação que te cure internamente, não que apenas te “emagreça de forma temporária”. Entenda que alimentação saudável começa em cada refeição que você consome. Sem a neura das calorias, dos números da balança. É uma alimentação que melhora sua qualidade de vida. Dê uma chance ao seu corpo, que pede por saúde não por padrão de beleza.

Por Ana Maria Desideri, nutricionista – @anamdesideri

 

Acompanhe nossas redes sociais
Facebook
Facebook
Google+
http://paixaosemfronteiras.com.br/viver-de-dieta-nao-e-normal-quantas-horas-do-seu-dia-voce-pensa-fala-e-vive-comida/
YouTube
Instagram